domingo, 25 de Março de 2012

Ser poeta...

Ser poeta é ser mais forte
do que os que recebem louvores
É tentar vencer a morte
É conseguir não sofrer dores

É ter fortes sentimentos
Saber exprimi-los com poesia
É ter palavras como alimentos
É ter sentimentos com harmonia

Ser poeta é ser ambicioso
mas , ao mesmo tempo, carinhoso.

Carolina, Jéssica, Guilherme, 6ºB


Ser poeta é ser merecedor
do que desejamos
É ser mais forte
É ser feliz com quem amamos.

É ter fúria no meio da serenidade
É ter ainda alguma paixão
É ter amor e partilhar felicidade
É ter na vida imensa emoção.

Toda a vida fica melhor,
quando o amor nos sai de cor.

Ana, Diogo, Lucas, Sandra, 6ºB

quarta-feira, 15 de Fevereiro de 2012

Se eu fosse...


Se eu fosse uma flor
Perfumaria o teu amor.

Se eu fosse o sol
Iluminava as tuas manhãs de calor.

Se eu fosse a lua
Iluminava a tua rua.

Se eu fosse o vento
Refrescava o teu pensamento.

Se eu fosse o mar
Levava-te a passear.


Se eu fosse um dióspiro
Mergulhava no teu suspiro.

Se eu fosse a água
Lavava a tua mágoa.

Se eu fosse a tua praia
Deitava-me ao pé de ti na tua toalha.

Raquel e Ana Rita, 6ºA

A beleza do meu jardim


Se eu fosse uma rosa, iria ser delicada com os meus espinhos
Se eu fosse um girassol, esqueceria o sol e te seguiria
Se eu fosse uma tulipa, para contigo ficar seria da tua cor
Se eu fosse um malmequer, me calharia bem-me-quer
Se eu fosse uma margarida, ficaria contigo toda a vida
Se eu fosse um amor-perfeito, um beija-flor me viria sugar o meu aroma
Se eu fosse um trevo, dar-te-ia muita sorte
Ser eu fosse um jardim, estas flores seriam todas para ti

Bárbara e Patrícia, 6ºA

O 6ºA quis fazer um concurso de poemas de S. Valentim . A turmna votou e este foi o poema vencedor.
Parabéns, Dário e Diogo! :)


Se eu fosse a tua almofada
Mexia nos teus longos e lindos cabelos

Se eu fosse um raio de luz
Iluminava-te o dia todo

Se eu fosse uma borboleta
Não saía de perto de uma flor como tu

Se eu fosse o universo
Gostava de ter uma estrela como tu

O teu pai é mineiro?!
Para trazer ao mundo uma jóia como tu

O teu pai é jardineiro?!
Para trazer ao mundo uma flor como tu

Se tu fosses a minha boneca
Acrescentava-te à minha coleção

Dário e Diogo, 6ºA

Se eu fosse o sol
realçaria os teus olhos intensos de brilho

Se eu fosse a chuva
filtrava-me em ti e roubava teu coração


Se eu fosse o mar
levava-te a navegar comigo

Se eu fosse uma folha
cairia a teus pés

Se eu fosse a noite
tu eras a luz que iluminava o meu caminho

Se eu fosse uma flor
tu serias a minha cor

Se eu fosse um planeta
girava à tua volta

Inês e Helena, 6ºA

sexta-feira, 28 de Outubro de 2011

tempo de outono- descrição



Nesta imagem podemos observar duas meninas que são crianças a brincar num jardim num dia de outono. A menina da esquerda tem cabelo castanho claro e está vestida com uma camisola cor-de-rosa, um casaco de lã castanho , umas calças de bombazine roxas e flores. A da direita tem cabelo castanho claro e está vestida com uma camisola branca às flores e um poncho aos quadrados de várias cores. Ambas as meninas estão a sorrir e com os braços levantados a apanhar folhas que caem das árvores.
As árvores são altas com folhas amarelas , laranjas e vermelhas. O chão está coberto de folhas que caem e , atrás dessas árvores, estão duas casas, uma cinzenta e outra da qual só vemos o telhado, rodeada de arbustos.

Joana e Patrícia, 6ºA